Sou antiquada... Mas a musica do Salvador Sobral ontem arrebatou-me!!!

Sou antiquada relativamente ao Festival da Canção, as musicas portuguesas que mais gosto deste festival são dos anos 70...
- Como o cavalo à solta de Fernando Tordo (1971) - pura poesia
- Tourada de Fernando Tordo (1973) - uma metáfora ao regime tão bem feita que nem o próprio regime percebeu.
- Depois do adeus de Paulo de Carvalho (1974) - cresci numa família que sempre enalteceu e glorificou a revolução eu tenho os mesmos ideais.
- Estrela da Tarde de Carlos do Carmo (1976) - pura poesia

Ontem foi a primeira semi-final do Festival da Canção, não é habito ver (perdi-o já nos anos 90), mas estava na casa minha mãe, ela queria ver e há falta de melhor vi!
A Márcia foi a primeira e eu gosto imenso das musicas dela, mas ontem não foi dia... depois de uns bons minutos de "travessia no deserto" lá surge uma que como não tinha visto a apresentação (graças a esse grande desporto de seu nome zapping) não sabia quem era, nesta altura a net é muito útil e realmente a cara não era estranha e a net veio confirmar era o Salvador Sobral (irmão da Luísa Sobral), estava com um ar mendigante (despenteado e mal vestido para a ocasião), mas apaixonei-me de imediato pela musica... efetivamente e tendo em conta as que ganham o Festival esta não é musica de Festival mas é muito bonita (alias a única que considero musica de Festival era a ultima, tem ritmo e tudo o que se pede para vingar num Festival, mas na minha opinião era horrível)!

Tudo é bom nesta musica e está em non-stop na minha cabeça... Tinha saudades de gostar tanto de uma musica! Era ótimo que ele ganhasse o Festival da Eurovisão em Kiev...
Obrigada Salvador!!!


2 comentários:

  1. https://www.youtube.com/watch?v=VjbHpgPAVKs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. https://www.youtube.com/watch?time_continue=83&v=Td9IWSFMdsU

      Eliminar